sexta-feira, 18 de maio de 2012

A OBSESSÃO


A OBSESSÃO

INFLUÊNCIAS ESPIRITUAIS:

Sofremos constantemente a influencia de Espíritos desencarnados no nosso pensamento segundo a afinidade que percebem nos nossos sentimentos.

Pode ocorrer não só de desencarnado para encarnado e com freqüência, encarnado para encarnado.

O QUE É A OBSESSÃO:

É a ação insistente que um espírito (encarnado ou desencarnado) exerce sobre outro.

GRADAÇÃO DAS OBSESSÕES:

A obsessão é gradativa e irracional.Começa sutilmente e aos poucos, vai ganhando espaço sobre a vítima,por meio de indução fazendo-a cometer pequenos erros, até o domínio completo de seus pensamentos. No estágio mais avançado , a vitima perde por completo a sua vontade.

TIPOS DE OBSESSÕES:

- Encarnado p/ Encarnado;

- Desencarnado p/ Desencarnado;

- Encarnado p/ Desencarnado;

- Desencarnado p/ Encarnado;

- Auto- Obsessão.

O QUE FAVORECE À OBSESSÃO: Pode ser  resultado de relações mal resolvidas em vidas passadas ou por Espíritos que se comprazem com o mal, só se instala mediante a a invigilância do obsediado que abre as portas para a instalação da obsessão através de seus sentimentos e emoções.

A ESCRAVIZAÇÃO DO PENSAMENTO: O pensamento é um agente de força. Pensamentos ruins intuídos pelos Espíritos quando aceitos podem levar a vitima até a subjugação.

PROCESSO OBSESSIVO / CONSEQÜÊNCIAS DA OBSESSÃO: Quando a pessoa mostra-se vacilante e insegura, ou entra na sintonia do ódio ,da mágoa abre portas para que o obsessor lentamente o conduza através do pensamento de forma constante.

Como consequência idéia fixa em determinada pessoa ou coisa, indução a não seguir tratamento adequado para determinada patologia agravando o estado orgânico da vitima, desanimo para o trabalho, conflitos entre pessoas queridas atrapalhando os relacionamentos, isolamento social, indução a agravamento de vícios, como drogas e álcool, fascinação no caso de médiuns ativos.
OBSEDIADO: É a vítima.
OBSESSOR: É um Espírito como nós,sujeitos a imperfeições, presos a sentimentos de ódio e mágoas de vidas anteriores e no caso de encarnado da vida atual, não consegue perdoar, persegue implacavelmente a vitima, não a tira  do pensamento e sempre que há oportunidade a induz a erros, coloca-o em posição desconfortável,  a expõe a crítica e a maledicência. 
MODO DE AÇÃO DO OBSESSOR: Atua nas brechas morais  e utilizando-se de todos os meios que lhe são favoráveis para cumprir sua meta.
Pode unir-se a outros espíritos no mesmo estado evolutivo para cercar a vítima de todos os lados.
Na verdade não existe vítima da obsessão, uma vez que o obsessor atua em conivência com os  pensamentos. Ao sentir um pensamento de raiva ou mágoa continua, desânimo sem nada aparente ( causa orgânica), tristeza profunda sem motivo, que imobiliza o nosso pensamento é necessário observar que algo está errado.
Os Centros Espíritas dispõe de tratamentos eficazes contra a obsessão, mas é necessário observar que depende da vontade do obsediado em querer se livrar se conscientizando de seu estado, ninguém consegue ajudar a quem não quer ser ajudado e insiste no erro.
Sintomas
* Depressão, angústia e tristeza.
* Pesadelos constantes.
* Tendência ao vício.
* Práticas mundanas.
* Agressividade além do normal.
* Abandono da vida social ou familiar.
* Ruídos estranhos à própria volta.
* Visão freqüente ou esporádica de vultos.
* Impressão de ouvir vozes.
* Manias e tiques nervosos
"Os sintomas que caracterizam a obsessão variam de caso para caso, desde simples efeitos morais, passando por manias, fobias, alterações emocionais acentuadas, mudanças na estrutura psíquica, subjugação do corpo físico, até a completa desagregação da normalidade psicológica, produzindo a loucura."
Cabe observar que nem todos os sintomas referidos a cima são necessariamente causas de obsessão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário