sábado, 31 de dezembro de 2011

PRECE DE CÁRITAS

Deus - Eurípedes Barsanulfo

Se eu morrer antes de você...

CAMINHANDO EM FRENTE

 
CAMINHANDO EM FRENTE

Existem dias que estamos diferentes. Em um processo intimista nos sentimos para baixo, tudo a nossa volta é motivo para tristeza, é como se não existisse o sol, mas apenas nuvens escuras, uma melancolia invade-nos o ser, a dor do pessimismo toma conta de nós. O que fazer?
Duas opções: A primeira permanecer na sintonia negativa e nos sentirmos os coitadinhos, aguardando a dor da tristeza passar e o sol voltar, isso às vezes pode demorar. A outra opção é buscar outras paisagens mentais, lembrando-se de momentos alegres da vida, por exemplo, da infância quando a nossa ingenuidade torna tudo muito doce. À medida que estas doces lembranças forem surgindo em nossa mente, podemos alimentá-las e aos poucos estas imagens vão fazendo morada em nosso coração.
Entre todos os animais, o homem é o único que tem o pensamento constante, ou seja, jamais deixa de pensar. Então, não é possível brigar com um pensamento, nem negá-lo, é possível sim, substituí-lo por outro, usando para isso, a nossa vontade.
O Filosofo Platão afirma que: “a verdadeira realidade é a realidade do mundo das ideias e não o mundo das formas”. Sigmund Freud, o eminente pai da Psicanálise, afirma que “a verdadeira realidade é a Realidade Psíquica”, logo o que penso, sinto e o que sinto é real. Allan Kardec na questão 809 de o Livro dos Espíritos interroga os seres imortais: “Existe arrastamento irresistível?”
A resposta dos Espíritos é a seguinte: “Arrastamento sim, irresistível não. Para isso basta contar com esforços insignificantes. Ah quão pouco esforços vós fazeis, pois querer é poder”.
O Espírito André Luiz nos informa a respeito da “casa mental”. Joana de Angelis nos diz: “não permitas que o pessimismo e a tristeza faça morada em vosso coração”.
No Evangelho, Jesus afirma: “pecastes em pensamento”. Viver triste é pecar em pensamento. Por isso vivamos a vida com alegria, lembremos que o tempero da nossa existência quem adiciona somos nós mesmos.  Por isso ria da vida, mesmo que ela se apresente melancólica para você.
Construímos a vida que queremos para nós mesmos e esta construção tem suas bases no pensamento. Tenha alegria, mesmo “Por Entre as Dores”

Isso sim é Engenharia de Ponta.


 
Isso sim é Engenharia
de Ponta.
 
 
   Olhe só que perfeição... 

http://sorisomail.com/img/1274604173377.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173215.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173673.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173200.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173434.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173590.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173723.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173808.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173764.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173906.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173728.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173849.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173894.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173791.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173641.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173379.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173367.jpg

http://sorisomail.com/img/1274604173190.jpg
 
 
Provérbio Indígena:
 
“Somente quando ver a última árvore derrubada, o último animal extinto e o último rio poluído, o homem verá que não se come dinheiro".

Lugar para Ela




Lugar para Ela

Todos nós precisamos da verdade, porque a verdade é a luz do espírito, em torno de situações, pessoas e coisas; fora dela a fantasia é capaz de suscitar a loucura, sob o patrocínio da ilusão. Entretanto, é necessário que a caridade lhe comande as manifestações para que o esclarecimento não se torne fogo devorador nas plantações da esperança.

Todos nós precisamos da justiça, porque a justiça é a lei, em torno de situações, pessoas e coisas: fora dela, a iniqüidade é capaz de premiar o banditismo, em nome do poder. Entretanto, é necessário que a caridade lhe presida as manifestações para que o direito não se faça intolerância, impedindo a recuperação das vítimas do mal.

Todos nós precisamos da lógica, porque a lógica é a razão em si mesma, em torno de situações, pessoas e coisas; fora dela, a paixão é capaz de gerar crime, à conta de sentimento. Entretanto, é necessário que a caridade lhe inspire as manifestações, para que o discernimento não se converta em vaidade, obstruindo os serviços da educação.

Todos nós precisamos da ordem, porque a ordem é a disciplina, em torno de situações, pessoas e coisas; fora dela, o capricho é capaz de estabelecer a revolta destruidora, sob a capa dos bons intentos. Entretanto, é necessário que a caridade lhe oriente as manifestações para que o método não se transforme em orgulho, aniquilando as obras do bem.

Cultivemos a verdade, a justiça, a lógica e a ordem, buscando a caridade e reservando, em todos os nossos atos, um lugar para ela, porquanto a caridade é a força do amor e o amor é a única força com bastante autoridade para sustentar-nos a união fraternal, sob a raiz sublime da vida, que é Deus.

É por isso que Allan Kardec, cônscio de que restaurava o Evangelho do Cristo para todos os climas e culturas da Humanidade, inscreveu nos pórticos do Espiritismo a divisa inolvidável, destinada a quantos lhe abraçam as realizações e os princípios: - Fora da caridade não há salvação.


Agradeço de coração a todos vocês

Agradeço de coração a todos vocês
 que durante este ano me envolveram 
com seu carinho, incentivo, amizade e muito amor,
fazendo com que eu me sentisse muito feliz com essa demonstração
de pura e sincera amizade.

Obrigada por serem as luzes que iluminam meu caminho de evolução espiritual...

Que nosso Pai Eterno nos envolva em sua energia maravilhosa
durante o ano de 2012,
e que assim possamos ter muitas alegrias,  paz e muito amor em nossos corações...
MEU  DESEJO  QUE  SEJA  CONCRETIZADO  NESTAS  PALAVRAS  QUE DESCONHEÇO  O  AUTOR







As dádivas da vida


As vezes a vida nos presenteia com pessoas encantadoras.

Pessoas que só transmitem sentimentos bons.

Pessoas que existem, pois, Deus precisava de ajuda para o seu propósito aqui neste mundo.

Pessoas de coração cheinho de sentimentos bons.

Pessoas de alma pura.

Pessoas que realmente fazem parte da bondade, da ternura, da caridade.

Pessoas que realmente valorizam o simples, mas belo.

Pessoas que são capazes de dar cor a tela vazia que às vezes a vida nos proporciona.

Pessoas que surpreendem com gestos que para muitos são pequeninos, mas para os de coração nobre são de valor inestimável.

Pessoas que aqui estão para fazer acontecer.

Pessoas que são capazes de tudo para transmitirem, que o verdadeiro sentido da vida... É simplesmente, amar.

Essas pessoas são anjos terrenos dispostas a perfumar o mundo com fragrâncias suáveis e deliciosas de serem sentidas.
 MEU  DESEJO  QUE  SEJA  CONCRETIZADO  NESTAS  PALAVRAS  QUE DESCONHEÇO  O  AUTOR,,,,,
LUIZ   BORGES



oração sempre o coração regendo sua vida.

ila_rendered



Coração sempre o coração regendo sua vida.



Não importa o tempo.

Que o sol interior esteja presente aquecendo e alimentando sua estrada.

Caminhe sempre para o querer que ele quer em sintonia com seus sonhos promovendo uma renovação constante e serena na certeza dos frutos das sementes que você plantou.

Traga para a vida a flor rara, bela e perfumada que é sua essência fazendo assim ,sua estrada perfumada, linda e colorida.

Sinta a sabedoria de sua alma na cadência doce e ritmada do aprendizado que ela contem

Seja total coragem , determinação, usando o escudo da Esperança.

Abuse de seu sorriso lindo e amoroso para suavizar os momentos que lhe pareçam difíceis.

Sim, cada vez mais... escute seu coração

Deixe que nele vibre em tom maior, O Amor na sua expressão mais simples.




Decálogo da Paz




Decálogo da Paz



1. Aprenda a desculpar infinitamente para que os seus erros, à frente dos outros, sejam esquecidos e perdoados.


2. Cale-se, diante do escárnio e da ofensa, sustentando o silêncio edificante, capaz de ambientar-lhe a palavra fraterna em momento oportuno.


3. Não cultive desafectos, recordando que a aversão por determinada criatura é, quase sempre, o resultado da aversão que lhe impuseste.


4. Não permita que o egoísmo e a vaidade, o orgulho e a discórdia se enraízem no seu coração, lembrando que toda a idéia de superestimação dos próprios valores é adubo nos espinheiros da irritação e do ódio.


5. Perante o companheiro que se rendeu às tentações de natureza inferior, deixe que a compaixão lhe ilumine os pontos de vista, pensando que, em outras circunstâncias, poderia você ocupar-lhe a indesejável situação e o lugar triste.


6. Não erga a sua voz demasiado e nem tempere a sua frase com fel para que a sua palavra não envenene as chagas do próximo.


7. Levante-se, cada dia, com a disposição de servir sem a preocupação de ser servido, de auxiliar sem retribuição e cooperar sem recompensa, para que a solidariedade espontânea te favoreça com os créditos e recursos da simpatia.


8. Esqueça a calúnia e a maledicência, a perversidade e as aflições que lhe dilaceram a alma, entendendo nas dores e obstáculos do mundo as suas melhores oportunidades de redenção.


9. Lembre-se de que os seus credores estão registrando a linguagem de seus exemplos e perdoar-lhe-ão as faltas e os débitos, à medida que se fizer o benfeitor desinteressado de muitos.


10. Não julgue que o serviço da paz seja mero problema de boca mas, sim, testemunho de amor e renúncia, regeneração e humildade da própria vida, porque, somente ao preço de nosso próprio suor, na obra do bem, é que conseguiremos reconciliar-nos, mais depressa, com os nossos adversários, segundo a lição do Senhor.



André Luiz, psicografia  de Chico Xavier
Obra: "Mentores e Seareiros"

Como deve ser o perfil do Espírita?

Como deve ser o perfil do Espírita?

Allan Kardec diz que o "bom Espírita é aquele que, sejam quais forem seus antecedentes, reconhece suas imperfeições e é sincero e perseverante no propósito de se emendar. Que o verdadeiro Espírita não se limita em admirar a moral espírita, mas a pratica e a aceita em todas as suas conseqüências. Convencido de que a existência terrena é uma prova passageira, trata de aproveitar estes curtos instantes para avançar na via do progresso, esforçando-se por fazer o bem e reprimir suas más inclinações".

Sabemos como deverá ser o produto final do perfil desejado, isto é importante. Mas como poderemos analisar o nosso perfil, como espíritas, hoje?

Como ainda não conseguimos "ser Espírita" o tempo todo, em todas as relações interpessoais de nossa vida, para melhor análise iremos separar, de uma maneira geral, o perfil do espírita em três aspectos: como pessoa, como Espírita e como dirigente espírita (a distinção feita entre espírita e dirigente espírita, deve-se ao fato de podermos "ser espíritas" sem desempenhar a função de dirigente ou de estarmos "sendo dirigentes" sem estarmos "sendo espíritas").

Teremos então que fazer uma auto-análise dentro de cada espaço. E esta auto-análise foi muito bem recomendada, notem bem, por Sócrates, Jesus e pelos Espíritos Superiores junto a Allan Kardec na codificação da Doutrina Espírita.

Mas esta auto-análise só poderá ser feita por cada um; é um processo de introspecção; é olhar para dentro de si mesmo, mas com a coragem de se ver como realmente é. Sem dúvida, é descobrir como amar dentro do autoconhecimento.

Poderemos traçar cada um dos perfis atribuindo valores a nós mesmos, referentes a determinadas características dentro de cada aspecto mencionado e criar através destas referências um gráfico ou uma curva que demonstre cada aspecto analisado. Estes valores podem ser: positivos, negativos, estacionários, bom, regular, ruim, ou quaisquer outros que possam definir uma curva.

As características escolhidas, dentro de cada aspecto, para sofrerem um processo de análise, podem nascer de nossa própria reflexão, como um questionamento a nós mesmos e às nossas atitudes e pensamentos.

Estas características podem fazer parte de três grupos principais:

Grupo I - as que gerenciam nosso campo íntimo

Exemplos:

* Ideal ativo - motivação - realização.

* Determinação

* Confiança em si

* Conhecimento

* Persistência

* Capacidade de liderança - orientação

Grupo II - as que gerenciam nossas relações com o outro (como está sendo minha relação com o próximo? Poderemos a partir disto tirar várias questões).

Exemplos:

* Promover a União

* Confiança nos companheiros

* Tolerância

* Amar as pessoas

* Respeito - compreensão

* Valorização do trabalho coletivo.

Grupo III - as que determinam nossa coerência em relação ao pensar e agir. (Sou coerente entre aquilo que penso, acredito, apregôo e as minhas atitudes concretas?).

Exemplos:

* Fé inabalável

* Forte e clara ligação como os Bons Espíritos

* Humildade nas atitudes

* Positividade

* Certeza de que a ação é a solução

* Fidelidade

Estas características não têm nada de absoluto, poderemos encontrar outras que completem ou definam melhor cada grupo.

Cada aspecto (pessoa, espírita e dirigente) deve seguir a mesma ordem de análise (Grupo I, Grupo II e Grupo III ou qualquer outra combinação, desde que a mesma seja mantida). Conservada a mesma ordem de análise, para os três aspectos, poderemos determinar pontos de ascendência, descendência e estabilidade quando no ato de montar as curvas.

Montados os gráficos ou curvas, iremos compará-los entre si. Quanto mais homogênea for a comparação, mais coerentes são nossas atitudes como pessoa, como espírita e como dirigente espírita. Quanto mais positiva for a coerência, mais próximos estaremos do perfil desejado, que é o do Homem de Bem ou do Verdadeiro Espírita.

Agora, quanto mais heterogênea for a comparação, menos coerentes estamos sendo. Como pessoas não estamos sendo espíritas; somos espíritas só dentro do Centro ou Sociedade Espírita; como dirigentes não estamos sendo espíritas, muitas vezes fugindo das responsabilidades assumidas em liderar um grupo; enfim poderemos encontrar várias discrepâncias em nossas atitudes envolvendo estes três aspectos que ainda persistimos em mantê-los separados.

Fazer ao outro aquilo que gostaríamos que fizessem a nós mesmos, deve ser o lema para qualquer impulso que nos leve ao autoconhecimento, pois assim estaremos sendo realmente sinceros.

O que tentamos aqui fazer é incentivar, de forma prática, o início à busca do autoconhecimento, através da "Lei da Coerência", que é pensar, falar e fazer a mesma coisa, dentre as diversas atividades que compõem a nossa vida.


Profecias de 2012 será sobre crise de consciência



Profecia de 2012 será sobre crise de consciência
O especialista em cultura maia explica o que esta civilização escreveu durante o próximo ano.

Há quinze anos atrás, Fernando Malkun, barranquillero (natural de Barranquilla, uma cidade da Colômbia) de origem libanesa, deixou a arquitetura que tinha estudado na Universidade de los Andes, e a qual havia se dedicado por quase uma década, para responder às perguntas que se atravessaram em sua vida.

Durante esse tempo, ele se encontrou com a cultura Maia e dedicou-se completamente ao seu estudo. Hoje é um especialista no tema, com reconhecimento internacional e continua viajando pelo mundo explicando a mensagem que esta civilização deixou para os seres humanos.

Os maias disseram que o mundo iria acabar em 2012?

Estão gerando um pânico colectivo absurdo aduzindo que eles tinham anunciado que o mundo iria acabar em Dezembro de 2012. Não é verdade. Os Maias nunca usaram a palavra fim. Anunciaram um momento de mudança, de grande aumento de energia do planeta, o que causaria "eventos de destino", isto é, definitivos, nas pessoas. O problema é que o nível de consciência da maioria das pessoas atinge apenas o fim do mundo e não a transformação de consciência.

Quando isso vai acontecer?

Não vai acontecer, está acontecendo. As pessoas não estão juntando todas as peças do quebra-cabeças para perceber isso. Acreditam apenas que estes eventos atuais são causados por um conjunto de "coincidências" evolutivas. Mas estamos numa onda de mudanças como nunca antes.

O que se percebe, segundo o que é dito pelos Maias?

A profecia anunciou que o planeta aumentaria a sua frequência vibracional, o que é um facto: esta frequência, que se mede com a ressonância Schumann, passou de 8 a 13 ciclos. Todos os planetas do sistema solar estão mudando.

De 1992 até hoje, os pólos de Marte desapareceram 60 por cento e Vénus tem quase o dobro de luminescência. Passamos 300 anos registando o Sol e as tempestades solares maiores têm ocorrido nos últimos seis meses. Houve um aumento de terramotos de 425 por cento.

Tudo está acelerado dos pontos de vista geofísico e solar. Nosso cérebro, que irradia suas próprias ondas, é afectado por essa maior irradiação do sol. Essa carga electromagnética é o motivo por que sentimos o tempo mais rápido. Não é o tempo físico, mas o tempo de percepção emocional.

Por que fala sobre 1992? O que aconteceu?

A essência das profecias maias é comunicar a existência de um ciclo de 26.000 anos, chamado "o grande ciclo cósmico". Tudo, estações, meses, dias se ajustam a esse ciclo. Há 13 mil anos atrás, o sol – assim como agora - irradiou mais energia no planeta e derreteu a camada de gelo.

Essa camada desaguou no mar, elevou o seu nível em 120 metros e ocorreu o chamado "Dilúvio Universal". Os Maias disseram que quando o sistema solar estiver novamente a 180 graus de onde estava a 13.000 anos atrás, a Estrela do Norte brilha sobre o pólo, a constelação de Aquário aparece no horizonte e o trânsito décimo terceiro de Vénus se der - o que vai acontecer em 6 de Junho de 2012 - o centro da galáxia pulsará e haverá manifestações de fogo, água, terra, ar. Eles falam, especificamente, de dois períodos de vinte anos, de 1992 a 2012 e 2012-2032 - de intensas mudanças.

Por que anunciavam isso?

A proximidade da morte faz com que as pessoas repensem suas vidas, examinem e corrijam a direção que tomam. Isso é algo que ocorre, somente, se algo se aproxima de você, ou se passa diretamente, te impacta tremendamente.

Isto é o que tem acontecido com os tsunamis, os terramotos, as catástrofes naturais de que vivemos, os conflitos sociais, econômicos, etc.

Então, eles falam de morte. Eles falam de mudança, de um despertar da consciência. Tudo o que está errado com o planeta está se potencializando com o objectivo de que a mente humana se dedique a resolvê-lo.

Há uma crise de consciência individual. As pessoas estão vivendo "eventos de destino", seja em seus relacionamentos, seus recursos, em sua saúde. É um processo de mudança que se baseia, principalmente, no desdobramento invisível, e está afetando em especial a mulher.

Por que as mulheres?

A mulher é quem terá o poder de criar a nova era, devido à sua maior sensibilidade. De acordo com as profecias - não só as maias, mas muitas outras-, a era que se aproxima é de harmonia e espiritualidade.

As coisas que estão mal vão se resolver no período que os Maias chamaram de "tempo do não tempo", que será de 2012-2032.

Desde 1992, o percentual de mulheres que vêem a aura (seres curadores) do planeta tem aumentado. Hoje, é de 8,6 por cento. Imagine que em 2014 seja de 10 por cento. Isso significaria o início de um período mais transparente. Essa seria a direção da mudança não violenta.

Mas o que se vê hoje é um aumento na agressividade... As duas polaridades são intensificadas. Estão abertos os dois caminhos, o negativo, escuro, destruição, de confronto do homem com o homem; e o de crescimento da consciência.

Existem várias vozes que estão levando os seres humanos a pensar sobre isso. Desde 1992, as informações proibidas dos gnósticos, dos maçons, dos Illuminati, estão abertas para que se utilize no processo de mudança de si mesmo. A religião está acabando e a religiosidade é que irá permanecer.


Tudo isso, os Maias deixaram escrito, assim específico?

Não a esse ponto. Eles disseram que o sol iria mudar as condições do planeta e criar "eventos de destino". O sol bateu todos os recordes este ano. Os Terramotos aumentaram 425 por cento. A mudança de temperatura é muito intensa: de 92 para cá aumentou quase um grau, o mesmo que subiu nos últimos 100 anos anteriores. Antes, havia 600 ou 700 tormentas eléctricas simultâneas, hoje há duas mil. Antes, se registavam 80 raios por segundo, agora caem entre 180 e 220.

Como sabiam eles que isso ia acontecer?

Eles tinham uma tecnologia extraordinária. Em suas pirâmides havia altares de onde eles estudaram o movimento do sol no horizonte. Produziam gráficos com os quais sabiam quando haveria as manchas solares, quando aconteceriam tempestades eléctricas.

Foi um conhecimento que receberam dos egípcios, que, por sua vez, o receberam dos sacerdotes sobreviventes da Atlântida, civilização destruída 13.000 anos atrás.

Os Maias aperfeiçoaram os conhecimentos e foram os criadores dos calendários mais precisos. Um deles, chamado “Conta larga” termina em 21 de Dezembro de 2012, e marca o ponto do centro exato do período de 26.000 anos.

Eles sabiam que essas mudanças estavam vindo e o que eles fizeram foi dar essa informação para o homem de 2012.

Será que estas mudanças só foram levantadas por eles?

Todas as profecias falam da mesma coisa. Os hindus, por exemplo, anunciam o momento de mudança e falam sobre a chegada de um ser extraordinário qual o mundo ocidental cristão apregoa.

Os Maias nunca falaram de um ser extraordinário que viria para nos salvar, mas falaram de crescer em consciência e assumir a responsabilidade, cada ser na sua individualidade.

E se as pessoas não acreditam nisso?

Acreditando ou não, vai senti-lo no seu interior. A mudança que estamos vivenciando não é algo de se acreditar ou não. Neste momento, a maioria está vivendo um tempo de avaliação de sua vida.

Por que estou aqui, o que está acontecendo, para onde eu quero ir?
Basta olhar o crescimento da busca de espiritualidade, não de religiosidade, porque a religião não está dando mais respostas às pessoas.

A sua vida pessoal mudou?

Há quinze anos atrás, eu era tremendamente materialista. Minha conduta é muito diferente hoje. Eu me perguntei por que estava aqui, para quê, e por razões especiais acabei metido no mundo Maia.

E posso afirmar que não se trata de crenças falsas para substituir crenças falsas. Tirei muitas histórias da minha mente, mas eu ainda estou no terceiro nível de consciência, que é dominante no planeta.

Quem está mais em cima?

Há pessoas que estão em um nível 4 ou 5. São as menos famosas, de perfil baixo. Em uma viagem conheci um jardineiro extraordinário, por exemplo. Estes seres estão em serviço permanente, afetando a vida de muitas pessoas, mas não publicamente.

O que devemos fazer, de acordo com essa teoria?

O universo está nos dando uma oportunidade individual para reestruturar nossas vidas. A maneira de sincronizar-nos é, primeiro, não ter medo, perceber que podemos mudar nossa consciência.

A física quântica já disse: a consciência modifica a matéria. O que significa que a sua vida depende daquilo que você pensa. A distância entre causa e efeito tem diminuído.

Há vinte anos atrás, para que se manifestasse algo em sua vida, necessitava-se de muita energia.

Hoje, você pensa algo e na semana seguinte, está acontecendo. Sua mente causa isso. O que devemos é buscar, as respostas que estão aí!


Marcas de Amor


Que Deus em sua infinita misericórdia nos envolva em sua luz e em sua paz...








Marcas de Amor




Mais um ano se foi e outro novinho está chegando para podermos continuar juntos, compartilhando as alegrias, conquistas, tristezas, enfim tudo que a vida nos traz segundo nossas escolhas.

É muito importante compreendermos qual o tipo de marca que deixamos em nossos companheiros de jornada, será que observamos as nossas atitudes com relação ao próximo ou somos do tipo tanque de guerra, passamos por cima e nem olhamos para trás?

Vivemos em sociedade, temos nossos direitos e deveres a serem seguidos e respeitados. Mas, quando pensamos que também somos irmãos, filhos do mesmo Pai, a responsabilidade com relação as nossas atitudes é maior.

Nossa vida é constituída de inúmeros acontecimentos ligados a pessoas que deles fizeram parte. Qual foi a relação estabelecida entre nós? Amor ou algum outro sentimento pequeno? Quantas dores e brigas poderíamos ter evitado se lembrássemos do nosso parentesco espiritual, não há porque carregarmos pedras de mágoas e decepções em nosso corações, fomos feitos para aprender a amar incondicionalmente!!!

Da vida só levamos o que conquistamos espiritualmente, esse tesouro é o conjunto de boas ações que realizamos, a marca de amor que deixamos em cada irmão que encontramos pelo caminho.

FELIZ 2012!!! Que possamos aumentar o nosso tesouro espiritual!!!

Muita luz, paz, amor, harmonia e a alegria de continuarmos juntos, aprendendo e ensinando nesta escola da vida!!!

Entre as Rosas

Entre as Rosas




Era final de inverno...

Mais um ano havia passado e não se chegara a nenhuma conclusão.

Os partidários das diversas facções, dia após dia, perdiam-se em longas e intermináveis discussões sobre esta ou aquela candidata, sem chegarem a um consenso.

Decantava-se a beleza da papoula, as qualidades das alfazemas, o perfume dos cravos, as virtudes de pureza e humildade de lírios e violetas.

Tudo em vão...

Num canto despretensioso do mundo, onde as espécies vegetais cresciam silenciosamente, um pequeno arbusto travava sua luta diária pela sobrevivência, alheio a toda sorte de discussões.

Conformada com sua forma tosca, retorcida, prenhe de espinhos pontiagudos e consciente de que nunca alcançaria a beleza de um dente-de-leão, acostumara-se a ser desprezado e humilhado, sem, no entanto, deixar de prestar atenção nas pequenas criaturas que dependiam de sua existência para sobreviver.

A elas dedicava a sua vida, emprestando a segurança de seu tronco e ramos para abrigar insetos das chuvas e ventanias.

Era feliz, pois, se não tinha a beleza, tinha a utilidade, e isso lhe bastava.

Naquela manhã fria de final de inverno, ainda não totalmente desperta da noite, a plantinha rude viu despregar do céu uma linda estrela cor de prata.

Sorrindo, acompanhou-lhe a trajetória em arco perfeito pelo céu escuro, descendo, descendo... Em direção à floresta ainda adormecida.

Era tão suave e linda aquela forma, que, instintivamente, todos na floresta, árvores, arbustos, pássaros e flores, acordados pela luz repentina, curvavam-se para vê-la passar.

A estrela flutuou entre sorrisos, agradecendo a simpatia da floresta, até chegar perto do arbusto cheio de espinhos.

Aproximou-se lentamente da plantinha e falou-lhe docemente.

Não te inscrevestes na eleição da rainha das flores, por isso vim pessoalmente buscar-te...

Mas, senhora... gagejou a planta, ...eu?? Como posso aspirar a ser rainha de qualquer coisa... não vês o quanto sou feia!!

O Senhor da vida ordenou-me que viesse buscá-la...

Se este é o seu desejo...aqui me tens, senhora...

E partiram em um rastro de luz, na direção do conselho das flores.

As demais candidatas riram-se da pretenciosa intenção daquele feio arbusto.

A platéia silenciou quando entrou no ambiente a primavera, anunciada pelo som de mil clarins.

O arbusto, espantado, reconheceu a estrela que a trouxera até ali.

Então, senhores conselheiros - questionou a primavera- o Senhor da vida deseja saber se já encontraram a legítima representante de Seu Reino?

Não, senhora. Estávamos para decidir-nos, quando fomos interrompidos pela vaidade dessa planta sem qualidades que aí está. Veja! Quanta ousadia...

A primavera voltou-se para a plantinha que chorava de vergonha e humilhação e perguntou:

O que mais desejas nesta vida? E a planta respondeu entre lágrimas...

Amar e ser amada...

A primavera, então, tocou os galhos espinhosos e, logo, botões surgiram dos galhos semi-nus, abrindo-se em mil pétalas sedosas, de perfume inesquecível...

Qual é o teu nome? Perguntaram todos.

Eu sou a rosa...

..........................................................................................


Quando o amor tocar os espinheiros do mundo, as rosas brotarão em cada alma.
Tal é a lei de amor, como ensinou Jesus...



ila_rendered



Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos

Dez Maneiras de Amar a Nós Mesmos


1 - Disciplinar os próprios impulsos.

2 - Trabalhar, cada dia, produzindo o melhor que pudermos.

3 - Atender aos bons conselhos que traçamos para os outros.

4 - Aceitar sem revolta a crítica e a reprovação.

5 - Esquecer as faltas alheias sem desculpar as nossas.

6 - Evitar as conversações inúteis.

7 - Receber no sofrimento o processo de nossa educação.

8 - Calar diante da ofensa, retribuindo o mal com o bem.

9 - Ajudar a todos, sem exigir qualquer pagamento de gratidão.

10 - Repetir as lições edificantes, tantas vezes quantas se fizerem necessárias, perseverando no aperfeiçoamento de nós mesmos sem desanimar e colocando-nos a serviço do Divino Mestre, hoje e sempre.

**André Luiz**

VIVER EM PAZ

VIVER EM PAZ

Não desertes do caminho que Deus te deu a trilhar.

Nem te distancies dos compromissos assumidos.

Se queres viver em paz, cumpre com a tua obrigação de cada dia.

Valoriza o teu esforço e o dos outros.

Não menosprezes a tarefa, por mais insignificante te pareça.

As coisas grandes surgem das pequeninas.

O Universo alicerça-se no átomo.

Observa a simplicidade da Vida e entra em sintonia com ela.

Escuta a música das fontes, contempla as flores que desabrocham nos campos.

Não te angusties pelo amanhã.

Viver com alegria significa saúde e paz.
*******




sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

O MEDO...


O MEDO...
NAS ARTÉRIAS, O MEDO PERCORRE O CORPO.
A ILUSÃO NOS TORNA AO DIA SEM A ALEGRIA, A FANTAZIA DA IMAGINADA DOR É AGONIA É DOR.
NOSSO SER SOFRE QUANDO A ILUSÃO CEGA A VERDADEIRA RAZÃO.
NOSSO VER DA CARNE É TESTE DIÁRIO PRA UM ALUNO DO DIA.
NOSSA ALEGRIA SE ESCONDE, TIMIDA SE FAZ.
NOS ISOLAMOS NA SOLIDÃO, POIS NOSSA VISÃO APENAS DENOTA MEDO, TRISTEZA, A FRIEZA NOS TESTA A FÉ, NOS TORNANDO A LAMENTOS PASSADOS, NOS MOSTRANDO QUE O ÚNICO REMÉDIO CONTRA O MAL DO MEDO É A FÉ NA VERDADE DE QUE TUDO SERÁ A NÓS NO TEMPO CERTO. O CERTO DA HORA NA TERRA PODE NÃO SER O CERTO. MAS O CERTO DO TEMPO SERÁ NA HORA DO MERECIMENTO. NÃO EXISTE SOFRIMENTO ETERNO. ASSIM COMO FINDAMOS UMA VIAGEM NAS VESTES DA CARNE, UMA EMOÇÃO TRANSITÓRIA TAMBÉM FINDA NO SER, DANDO VAZÃO AO VER NO PASSADO O PORQUÊ DO MEDO TER CEGADO A VISÃO.
A VIDA É UMA GRANDE LIÇÃO.
LIÇÃO ONDE O PERDÃO TEM QUE SER A TODOS.
TODOS INCLUINDO A NÓS.
SOMOS SERES EM EVOLUÇÃO, TEMOS O DIREITO AO ERRO.
ERRAR É HUMANO, MAS PERSISTIR NO ERRO É BURRICE.
O SER HUMANO TENDE A EVOLUIR SEMPRE, POIS O PAI PERDOA A TODOS NÓS, DANDO A LEMBRANÇA COMO UMA HERANÇA CONTRA MALES FUTUROS, OU COMO GARANTIA DE UM FUTURO MELHOR.
O PASSADO NÃO VOLTA, MAS O FUTURO DEPENDE DO PASSADO.
LEMBREM-SE...
SOMOS ALUNOS, SOMOS CRIANÇAS, SOMOS UMA HERANÇA DO AMANHÃ!
                        FELIZ!      2012
FAZER REGIME

Fazemos regimes para emagrecer. Compramos livros, vamos aos
especialistas. É natural: precisamos de saúde, de corpo mais livre.
Fazemos ginástica para ter elegância física. Por que não podemos fazer
um pouco de regime de desprendimento? Às vezes o pão apodrece dentro de
nossa casa.Chico Xavier

Chico nos propõe um regime diferente: o do desprendimento, provavelmente
mais difícil do que o regime de emagrecimento. Ao fecharmos a boca,
emagrecemos fisicamente. Ao abrirmos o coração, robustecemo-nos
espiritualmente. Muitos se dedicam a um corpo afinado, mas a alma está
obesa pelo casa do vizinho, como
sabiamente lembrava Chico.
A comida que jogamos no lixo poderia saciar a fome de muita gente. As
roupas que abarrotam nossos armários, sem nenhum uso de nossa parte,
poderiam vestir irmãos que perambulam pelas ruas, acúmulo de coisas desnecessárias.
O que sobra em nossa casa, provavelmente, falta na quase desnudos, e
tiritando de frio. Os sapatos que já não nos tem serventia poderiam
calçar companheiros de pés sangrando. Os livros que enchem nossas
prateleiras poderiam minorar a ignorância de muitos.
Vamos começar nosso regime de desprendimento e veremos quantas alegrias
vamos sentir em nosso próprio coração. Mas, tal qual ocorre nas dietas
de emagrecimento, não deixemos a iniciativa para aquela "segunda-feira"
que nunca chega, em nosso calendário.


Carta de Ano Novo

Carta de Ano Novo

Ano Novo é também oportunidade de aprender, trabalhar e servir. O tempo, como paternal amigo, como que se reencarna no corpo do calendário, descerrando-nos horizontes mais claros para necessária ascensão.

Lembra-te de que o ano em retorno é novo dia a convocar-te para a execução de velhas promessas que ainda não tivestes a coragem de cumprir.

Se tens inimigos, faze das horas renascer-te o caminho da reconciliação.

Se foste ofendido, perdoa, a fim de que o amor te clareie a estrada para frente.

Se descansaste em demasia, volve ao arado de tuas obrigações e planta o bem com destemor para a colheita do porvir.

Se a tristeza te requisita, esquece-a e procura a alegria serena da consciência tranquila no dever bem cumprido.

Ano Novo! Novo Dia!

Sorri para os que te feriram e busca harmonia com aqueles que te não entenderam até agora.

Recorda que há mais ignorância que maldade em torno de teu destino.

Não maldigas nem condenes.

Auxilia a acender alguma luz para quem passa ao teu lado, na inquietude da escuridão.

Não te desanimes nem te desconsoles.

Cultiva o bom ânimo com os que te visitam dominados pelo frio do desencanto ou da indiferença.

Não te esqueças de que Jesus jamais se desespera conosco e, como que oculto ao nosso lado, paciente e bondoso, repete-nos de hora a hora: Ama e auxilia sempre. Ajuda aos outros amparando a ti mesmo, porque se o dia volta amanhã, eu estou contigo, esperando pela doce alegria da porta aberta de teu coração.


     pelo Espírito Emmanuel, no livro "Vida e Caminho",

psicografado por Chico Xavier:


Reflexão...e Feliz Ano Novo

 Reflexão...e Feliz Ano Novo

              "Se você colocar um falcão em um cercado de um metro quadrado e inteiramente
aberto em cima ele se tornará um prisioneiro, apesar de sua habilidade para
o vôo. A razão é que um falcão sempre começa seu vôo com uma pequena corrida
em terra. Sem espaço para correr, nem mesmo tentará voar e permanecerá um
prisioneiro pelo resto da vida, nessa pequena cadeia sem teto.

O morcego, criatura notavelmente ágil no ar, não pode sair de um lugar
nivelado. Se for colocado em um piso complemente plano tudo que ele
conseguirá fazer é andar de forma confusa, dolorosa, procurando alguma
ligeira elevação de onde possa se lançar.

Um zangão, se cair em um pote aberto ficará lá até morrer ou ser removido.
Ele não vê a saída no alto, por isso, persiste em tentar sair pelos lados,
próximo ao fundo. Procurará uma maneira de sair onde não existe nenhuma, até
que se destrua completamente de tanto atirar-se contra as paredes do vidro.

Existem pessoas como o falcão, o morcego e o zangão : atiram-se
obstinadamente contra os obstáculos , sem perceber que a saída está logo acima.

Se você está como um zangão, um morcego ou um falcão, cercado de problemas
por todos os lados, olhe para cima !

" E lá estará DEUS : à distância apenas de uma oração !..."
 


Conselho de Ano Novo

Conselho de Ano Novo


Um adágio popular afirma o ano novo como vida nova. Será mesmo? Será que a simples mudança de calendário define um viver diferenciado para melhor? Claro que a mudança é da lei divina, vivemos mergulhados em processos de impermanência, e o Espiritismo, por sua vez, nos ensina que estamos submetidos à Lei de Progresso, uma das leis morais, segundo Allan Kardec, que faz uma leitura da progressão espiritual que podemos empreender como seres perfectíveis.
Assim, creio que estamos em dinâmico processo de crescimento a partir das aprendizagens que somos capazes de efetivar, passando pelas experiências e convivências as mais diversificadas, conforme nossas necessidades educativas, seja do ponto de vista moral, seja do intelectual.
E quanto às superstições reveladas em simpatias e crendices que definem cor de roupa, o que comer ou o modo de andar na entrada do ano novo, elas podem nos garantir uma vida melhor? A superstição é um apego exagerado ao que a ignorância, má conselheira, define por verdade sem a qual não se pode ser feliz.
A superstição também é fruto de uma inadequada educação religiosa que não apresentou ao indivíduo uma maneira lúcida de viver o sagrado, um jeito racional de experimentar a sua espiritualidade.
A fé raciocinada preconizada pelo Espiritismo, quando vivida no livre pensar, pode proporcionar uma espiritualidade profunda, sobretudo, no momento em que esses valores subjacentes nos ensinos dos Espíritos não ilustram somente a inteligência, mas iluminam o sentimento e mobilizam o espiritista para o bem.
Então, como podemos fazer para ter um ano novo e uma vida melhor? Compreendo, pautado na Filosofia Espírita, que podemos ter uma existência de qualidade aprimorando-nos no presente. E o meio de fazê-lo já foi lecionado por Santo Agostinho (1), evocando a doutrina socrática (2) – precursora do Espiritismo – quando postulava o conhecimento de si mesmo.
O mestre Allan Kardec teve o ensejo de apresentar na Revista Espírita, de junho de 1863, uma sintética e bela dissertação do literato desencarnado La Fontaine, intitulada “Conhecer a si mesmo”.
Entre os seus sábios conselhos encontramos:
a. “O que muitas vezes impede que vos corrijais de um defeito, de um vício, é, certamente, o fato de não perceberdes que o tendes” (p. 266). Ou seja, o desconhecimento de si impede que identifiquemos nossas imperfeições ou limites morais para que possamos mudar para melhor, aliás, nenhuma reforma considerável é possível sem o conhecimento exato a respeito do que merece mudança.
b. “Enquanto vedes os menores defeitos do vizinho, do irmão, nem sequer suspeitais que tendes as mesmas faltas, talvez cem vezes maiores que as deles.” A falta de indulgência nubla nossa visão sobre nós mesmos. Quando nos fazemos juízes inveterados dos outros, gastamos tempo e energia que poderiam ser destinados à exploração do planeta interno e, com isso, passamos a perder o foco da atenção sobre nós mesmos que, no caso de nossa progressão espiritual, é o que mais importa.
c. “Deveríeis analisar-vos um pouco como se não fôsseis vós mesmos” (p. 266). Parece-me que equanimidade seria uma palavra-síntese dessa frase. Cabe-nos uma análise sincera e imparcial de nossa natureza moral tornando a subjetividade objeto de exame, fazendo o exercício mental de “olhar de fora" para cá dentro do ser.
d. “Sede francos convosco mesmos; travai conhecimento com o vosso caráter (...).” A franqueza gera a desilusão, o que de fato é uma maravilha. É melhor ficar momentaneamente desapontado consigo por descobrir-se equivocado do que passar uma reencarnação em permanente autoengano. Aliás, o pensador espiritualista Hermógenes diz, num de seus escritos, que, se tivesse que fundar uma religião, ela se chamaria “desilusionismo”.
Enfim, aproveitemos a tecnologia de bem viver ofertada gratuitamente pelo Espiritismo, visando não somente um ano novo melhor, mas, igualmente, uma vida melhor na Terra.




A Escola do Coração

A Escola do Coração

O lar, na essência, é academia da alma.
Dentro dele, todos os sentimentos funcionam por matérias educativas.
A responsabilidade governa. A afeição inspira.
O dever obriga. O trabalho soluciona.
A necessidade propõe. A cooperação resolve.
O desafio provoca. A bondade auxilia.
A ingratidão espanca. O perdão balsamiza.
A doença corrige. O cuidado preserva.
O egoísmo aprisiona. A renúncia liberta.
A ilusão ensombra. A dor ilumina.
A exigência destrói. A humildade refunde.
A luta renova. A experiência edifica.
Todas as disciplinas referentes ao aprimoramento do cérebro são facilmente encontradas nas universidades da Terra, mas a família é a escola do coração, erguendo entes amados à condição de professores do espírito.
E somente nela conseguimos compreender que as diversas posições afetivas, que adotamos na esfera convencional, são apenas caminhos para a verdadeira fraternidade que nos irmana a todos, no amor puro, em sagrada união, diante de Deus.