domingo, 7 de abril de 2013

Orai e Vigiai




Orai e Vigiai




Uma das frases mais conhecidas de Jesus é “Orai e vigiai”. Mais conhecidas e mais difíceis de se seguir. Quantas vezes já não nos arrependemos por agirmos sem pensar? Por falar sem querer? E estes ainda são os mais fáceis, complicado fica controlar a tempestade de pensamentos que povoam nossa mente 24 horas por dia.

Quando sofremos uma ofensa, passamos por aquela irritação nossa de cada dia, perdemos a paciência, podemos até conseguir não falar nada, mas evitar pensar... é bem mais difícil, quando vê, já foi. Se estamos passando pelo maior problema do mundo (daquela semana), em qualquer distração, pensamos sobre ele, cada uma das possibilidades, como ele pode piorar, como não tá fácil pra ninguém, numa espiral crescente para o desespero.

Somo tão materialistas que fica até complicado entender o poder de algo tão abstrato quanto o pensamento. À primeira vista, se não estamos verbalizando, não estamos agindo, ninguém ficará ofendido, logo, não tem problema. Mas se fosse assim, “Orai e vigiai” não seria tão repetido por aí. 

Temos uma questão importante a considerar: o pensamento é criador.
Se você vai ao cinema, a primeira coisa que você faz é escolher qual filme quer ver, considerando que gênero mais te agrada. Não é todo mundo que aguenta um terror, nem que curte comédias-românticas, por isso cada sala tem seu público.

O pensamento não produz um filme, mas vibrações que também tem públicos específicos. 
O pensamento determina com que categoria de Espíritos temos afinidade. É ilusão pensar que se passamos o dia inteiro pensando em dormir-comer-beber, mal dos outros, nos próprios problemas e infelicidades, estaremos cercados de espíritos elevados e altruístas. 

Da mesma forma como nosso grupo de amigos encarnados é formado por afinidade, nossos companheiros espirituais também o são. Daí a importância do “Vigiai”. Se a influência dos espíritos sobre nós é tão grande como a descrita no Livro dos Espíritos, melhor que estejamos cercados por aqueles capazes de nos dar bons conselhos e intuições. 

O “Orai” é o recurso da esperança. Sempre há chance de contato com o bem, com nossos espíritos protetores, com Deus. Basta recorrer à oração sincera e pedir ajuda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário