quinta-feira, 4 de abril de 2013

NO ESFORÇO COMUM


NO ESFORÇO COMUM
"Não sabeis que um pouco de fermento leveda a massa toda?" - Paulo.
(II Coríntios, 5:6).
Não nos esqueçamos de que nossos pensamentos, palavras, atitudes
e ações constituem moldes mentais para os que nos acompanham.
Cada dia, por nossa vez, sofremos a influência alheia na construção
do próprio destino.
E, como recebemos conforme atraímos, e colhemos segundo
plantamos é imprescindível saibamos fornecer o melhor de nós, a fim
de que os outros nos proporcionem o melhor de si mesmos.
Todos os teus pensamentos atuam nas mentes que te rodeiam.
Todas as tuas palavras gerarão impulsos nos que te ouvem.
Todas as tuas frases escritas gerarão imagens nos que te lêem.
Todos os teus atos são modelos vivos, influenciando os que te cercam.
Por mais que te procures isolar, serás sempre uma peça viva na
máquina da existência.
As rodas que pousam no chão garantem o conforto e a segurança do carro.
Somos uma equipe de trabalhadores, agindo em perfeita interdependência.
Da qualidade do nosso esforço nasce o êxito ou surge
o fracasso do conjunto.
Nossa vida, em qualquer setor de luta, é uma grande oficina de moldagem.
Escravizar-nos-emos ao cativeiro da sombra ou libertar-nos-emos
para a glória da luz, de conformidade com os moldes vivos que as
nossas diretrizes e ações estabelecem.
Lembremo-nos da retidão e da nobreza nos mais obscuros gestos.
Recordemos a lição do Evangelho.
"Um pouco de fermento leveda a massa toda."
Façamos do próprio caminho abençoado manancial de trabalho e
fraternidade, auxilio e esperança, a fim de que o nosso Hoje
Laborioso se converta para nós em Divino Amanhã.
Emmanuel (espírito)
psicografia de Chico Xavier. Livro: Fonte Viva
...............
SIGAMO-LO
Aquele que me segue não andará em trevas. - Jesus. (João, 8:12).
Há quem admire a glória do Cristo. Mas a admiração pura e simples
pode transformar-se em êxtase inoperante.
Há quem creia nas promessas do Senhor. Todavia, a crença só por si
pode gerar o fanatismo e a discórdia.
Há quem defenda a revelação de Jesus. Entretanto, a defesa
considerada isoladamente pode gerar o sectarismo e a cegueira.
Há quem confie no Divino Mestre. Contudo, a confiança estagnada
pode ser uma força inerte.
Há quem espere pelo Eterno Benfeitor. No entanto, a expectativa sem
trabalho pode ser ansiedade inútil.
Há quem louve o Salvador. Louvor exclusivo, porém, pode coagular a
adoração improdutiva.
A palavra do Enviado Celeste, entretanto, é clara e incisiva: - "Aquele
que me segue não andará em trevas."
Se te afeiçoaste ao Evangelho não te situes por fora do serviço cristão.
Procuremos o Senhor, seguindo-lhe os passos.
Somente assim estaremos com o Cristo, recebendo-lhe a excelsa luz.
Emmanuel (espírito)
psicografia de Chico Xavier. Livro: Fonte Viva
.....................
NO CULTO À PRECE
"E, tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos e todos
ficaram cheios do Espírito Santo." - Atos, 4:31.
Todos lançamos, em torno de nós, forças criativas ou destrutivas,
agradáveis ou desagradáveis ao círculo pessoal em que nos
movimentamos.
A árvore alcança-nos com a matéria sutil das próprias emanações.
A aranha respira no centro das próprias teias.
A abelha pode viajar intensivamente, mas não descansa a não ser
nos compartimentos da própria colméia.
Assim também o homem vive no seio das criações mentais a que dá origem.
Nossos pensamentos são paredes em que nos enclausuramos ou asas
com que progredimos na ascese.
Como pensas, viverás.
Nossa vida íntima - nosso lugar.
A fim de que não perturbemos as leis do Universo, a Natureza
somente nos concede as bênçãos da vida, de conformidade com as
nossas concepções.
Recolhe-te e enxergará o limite de tudo o que te cerca.
Expande-te e encontrarás o infinito de tudo o que existe.
Para que nos elevemos, com todos os elementos de nossa órbita, não
conhecemos outro recurso além da oração, que pede luz, amor e verdade.
A prece, traduzindo aspiração ardente de subida espiritual, através do
conhecimento e da virtude, é a força que ilumina o ideal
e santifica o trabalho.
Narram os Atos que, havendo os apóstolos orado, tremeu o lugar em
que se encontravam e ficaram cheios do Espírito Santo: iluminou-se-lhes o anseio de fraternidade, engrandeceram-se-lhes as mentes congregadas em propósitos superiores e a energia santificadora felicitou-lhes o espírito.
Não olvides, pois, que o culto à prece é marcha decisiva. A oração renovar-te-á para a obra do Senhor, dia a dia, sem que tu mesmo possas perceber.
Emmanuel (espírito)
psicografia de Chico Xavier. Livro: Fonte Viva
......................
A ORAÇÃO DO JUSTO
"A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos." - Tiago, 5:16.
Considerando as ondas do desejo, em sua força vital, todo impulso e
todo anseio constituem também orações que partem da Natureza.
O verme que se arrasta com dificuldade, no fundo está rogando
recursos de locomoção mais fácil.
A loba, cariciando o filhote, no imo do ser permanece implorando
lições de amor que lhe modifiquem a expressão selvagem.
O homem primitivo, adorando o trovão, nos recessos da alma pede
explicações da Divindade, de maneira a educar os impulsos de fé.
Todas as necessidades do mundo, traduzidas no esforço dos seres
viventes, valem por súplicas das criaturas ao Criador e Pai.
Por isso mesmo, se o desejo do homem bom é uma prece, o
propósito do homem mau ou desequilibrado é também uma rogativa.
Ainda aqui, porém, temos a lei da densidade específica.
Atira uma pedra ao vizinho e o projétil será imediatamente atraído
para baixo.
Deixa cair algumas gotas de perfume sobre a fronte de teu irmão e o
aroma se espalhará na atmosfera.
Liberta uma serpente e ela procurará uma toca.
Solta uma andorinha e ela buscará a altura.
Minerais, vegetais, animais e almas humanas estão pedindo habitualmente,
e a Providência Divina, através da Natureza, vive sempre respondendo.
Há processos de solução demorada e respostas que levam séculos
para descerem dos Céus à Terra.
Mas de todas as orações que se elevam para o Alto, o apóstolo
destaca a do homem justo como sendo revestida de intenso poder.
É que a consciência reta, no ajustamento à Lei, já conquistou
amizades e intercessões numerosas.
Quem ajunta amigos, amontoa amor. Quem amontoa amor, acumula poder.
Aprende, assim, a agir com justiça e bondade e teus rogos subirão sem entraves, amparados pelos veículos da simpatia e da gratidão, porque o justo, em verdade, onde estiver, é sempre um cooperador de Deus.
Emmanuel (espírito)
psicografia de Chico Xavier. Livro: Fonte Viva
...............
DIANTE DO SENHOR
"Por que não entendeis a minha linguagem? Por não poderdes ouvir a minha palavra."
- Jesus. (JOÃO, 8:43.)
A linguagem do Cristo sempre se afigurou a muitos aprendizes indecifrável e estranha.
Fazer todo o bem possível, ainda quando os males sejam crescentes e numerosos.
Emprestar sem exigir retribuição.
Desculpar incessantemente.
Amar os próprios adversários.
Ajudar aos caluniadores e aos maus.
Muita gente escuta a Boa Nova, mas não lhe penetra os ensinamentos.
Isso ocorre a muitos seguidores do Evangelho, porque se utilizam da força mental em outros setores.
Crêem vagamente no socorro celeste, nas horas de amargura, mostrando, porém, absoluto desinteresse ante o estudo e ante a aplicação das leis divinas.
A preocupação da posse lhes absorve a existência.
Reclamam o ouro do solo, o pão do celeiro, o linho usável, o equilíbrio da carne, o prazer dos sentidos e a consideração social, com tamanha volúpia que não se recordam da posição de simples usufrutuários do mundo em que se encontram, e nunca refletem na transitoriedade de todos os patrimônios materiais, cuja função única é a de lhes proporcionar adequado clima ao trabalho na caridade e na luz, para engrandecimento do espírito eterno.
Registram os chamamentos do Cristo, todavia, algemam furiosamente a atenção aos apelos da vida primária.
Percebem, mas não ouvem.
Informam-se, mas não entendem.
Nesse campo de contradições, temos sempre respeitáveis personalidades humanas e, por vezes, admiráveis amigos.
Conservam no coração enormes potenciais de bondade, contudo, a mente deles vive empenhada no jogo das formas perecíveis.
São preciosas estações de serviço aproveitável, com o equipamento, porém, ocupado em atividades mais ou menos inúteis.
Não nos esqueçamos, pois, de que é sempre fácil assinalar a linguagem do Senhor, mas é preciso apresentar-lhe o coração vazio de resíduos da Terra, para receber-lhe, em espírito e verdade, a palavra divina.
Emmanuel (espírito)
psicografia de Chico Xavier. Livro: Fonte Viva

Nenhum comentário:

Postar um comentário