domingo, 25 de dezembro de 2011

Quando a Humanidade,,,,,,,,,,,


 Quando a Humanidade experimenta dores superlativas, 
quando a miséria sócio-econômica assassina milhões de vidas que estertoram ao abandono; 
-
quando enfermidades cruéis demonstram afragilidade orgânica das criaturas; 
-
quando a violência enlouquece e mata; 
-
quando os tóxicos arruinam largas faixas da juventude mundial, ao lado de outros males que atestam a falência do materialismo, 
ressurge a figura impoluta de Jesus, convidando à reflexão, ao amor e à paz, 
enquanto as ressonâncias do Seu Natal falam em silêncio: 
-
Ele, que tem salvo vidas incontáveis, pede para que tentes fazer algo, 
amando e libertando do erro pelo menos uma pessoa.
-
            Lembrando-te dEle, na noite de Natal,  reparte bondade,
 insculpe-O no coração e na mente, 
a fim de que jamais te separes dEle.
====================
Joanna de Ângelis
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário