quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Sentimentos e Emoções

Sentimentos e Emoções




“Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem.” – Paulo (Romanos, 12:21)

Educa, filho meu, os teus sentimentos e as tuas emoções para que consigas agir na vida de modo mais brando, sem te entregares a atitudes desvairadas que, de alguma forma, possam demonstrar desequilíbrio interior.

Canaliza os teus sentimentos pela fonte do amor, a fim de que, em sintonia com os bons pensamentos, eles possam levar-te a realizar algo de concreto em favor do bem do próximo.

Sentimentos de tristeza geram atitudes negativas de egoísmo ou de insulamento.

Sentimentos de alegria tornam a vida mais amena, levando-te a agir com bondade perante aqueles que te cercam.

Controlando as tuas emoções, não te entregarás a atitudes perigosas e extremistas e que te levem a agir sem pensar. Controlar, porém, não significa reprimir e sim, educar, para não retribuires o mal com o mal, com manifestações de ódio ou desejos de vingança.

É natural que todos nós externemos as nossas emoções diante das situações inusitadas da vida. Porém, se soubermos educá-las, jamais permitiremos que as nossas emoções nos levem a praticar atos inconseqüentes e dos quais possa gerar algum remorso.

Emoções negativas e desequilibradas revelam embrutecimento da alma.

Contudo, emocionar-se perante acontecimentos dolorosos na vida de outros irmãos ou diante de pequeninos gestos de amor que nos sensibilizem o coração, demonstra crescimento interior.

Unindo os bons pensamentos às emoções construtivas, muito poderemos realizar no campo do bem, permitindo-nos levar alegria, paz e esperança aos corações aflitos e desiludidos.

E, relembrando o Apóstolo Paulo, “ Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem ”, faze com que os teus sentimentos e emoções se transformem em realizações belas e nobres e que te engrandeçam aos olhos do Mestre Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário