quinta-feira, 29 de setembro de 2011

AOS GRUPOS INTERESSADOS,,,,,,,,,,,,

AOS GRUPOS INTERESSADOS NA CAMPANHA DE PREVENÇÃO ÀS DROGAS
Amados irmãos, que Deus nos ampare, abençoando a proposta de servir de cada trabalhador, integrado à tarefa de prevenção ao uso indevido das drogas.
Sem que a união da equipe proporcione firmeza ao feixe de varas para que se envergue até quando chegam os testemunhos salutares, sem quebrar nenhuma das varas integrantes, não há possibilidade de sucesso de nenhum plano de ação.
O grupo socorrista deve apresentar-se como o feixe de varas coeso, onde a  direção necessita ser segura, disciplinada, a fim de ter, como objetivo primordial, o Evangelho de Jesus para a implantação da tarefa a ser vivenciada na casa espírita, sob os auspícios de Kardec, ou, em outro agrupamento cristão, onde o amor é norma de conduta.
A estrutura necessita ser bem planejada, alicerçando-se  nos corações de todos os tarefeiros. Para que a equipe trabalhe como orquestra afinada, é preciso sintonia. Sem a sintonia que é baseada no respeito e na aceitação, muitos corações abrem brechas para o desencanto, fruto do entusiasmo exagerado que pode dar aparência de fanatismo.
Uma orquestra afinada, para fazer entoar uma sinfonia, requer habilidade do músico no conhecimento e domínio do instrumento. O conhecimento da música e a sua execução obedecem às diretrizes do maestro, para que o  compasso seja obedecido e o ritmo e a harmonia se estabeleçam.
Assim é também toda a tarefa. A divisão de trabalho, a organização, a disciplina e a avaliação precisam ser obedecidas. Chegar e sair tarefeiros apressadamente, é como o músico que chega sem o preparo devido, prejudicando os acordes musicais com as notas em discordância.
A  espiritualidade aguarda a formação da orquestra ideal para encaminhar irmãos necessitados de apoio.
É importante, mas não primordial, o conhecimento técnico do problema das drogas. De nada adiantará a teoria se o amor permanecer em segundo plano. Havendo também o perigo de fortalecer nos dependentes se não houver um processo didático positivo, o desejo de experiências em drogadição, renovado por uma colocação que desperta curiosidade.
Quando a  "casa estiver preparada os doentes chegarão, serão curados e ficarão para servir" -  é lembrete constante transmitido pela cúpula espiritual.
O campo da  farmacodependência é bastante vasto, portanto sugerimos que se especializem no amor para curar as feridas da alma, despertando a todos para a valorização do corpo físico para descobrir as alegrias salutares da conquista do "SER" integral - alma equilibrada - consciente de ser um espírito eterno, a caminho da evolução  e que em cada dia está renovando o destino para melhor.
Os recursos médicos, deixamos aos especialistas, mas abusemos até, dos recursos espirituais que, através da fluidoterapia, conseguem trabalhar a vontade para atingir a realização total do SER em detrimento do TER representado pela materialidade.
Se o amor for veículo que comanda o trabalho de cada um, a equipe conseguirá estar magnetizada para o direcionamento seguro a fim de que se forme o feixe de varas - todas elas unidas a serviço de JESUS.
                                                                                                Agradece
                                                                                       Bezerra  de Menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário