quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Educação e Ciência do Espírito

A educação do pensamento é a base, o alicerce de toda construção espiritual. A mensagem espírita é uma metodologia de altíssimo padrão de lucidez, ao nos oferecer os recursos íntimos, psíquicos, internos e poderosos, para operar a real transformação em nós e em torno de nós.

Somos chamados constantemente a reavaliar nossa conduta, nos conscientizar de nosso potencial; chamados a validar o lado bom, positivo, otimista que há dentro de todos os homens. A proposta educativa do Espiritismo faz com que aproveitemos todos os progressos realizados pelo ser humano; mostra-nos os valores conquistados pela civilização, pela religião, ciência, filosofia ou outras doutrinas, trabalhando o sentido de inclusão, de união sem separação, de elevação e valorização do potencial humano. Isso independente do credo, da doutrina filosófica ou da política defendida por cada um.

A proposta educativa do espírito é, acima de tudo, apartidária, cosmopolita, cósmica, interna, sem fronteiras, como a religião do futuro.

Com educação do espírito não queremos significar o verniz aprendido nas academias, e como ciência do espírito entendemos muito mais do que os acanhados progressos do gênio humano, enclausurado nos ensinos das academias. Falamos de uma educação que transcende as aparências, a opulência das instituições terrenas ou que vá muito mais além dos limites estreitos das escolas terrestres.

A educação do espírito é proposta de estímulo de todo o bem que o ser humano traz dentro de si. A ciência espiritual é, pois, o instrumento e a especialização do sentimento e o processo de elevação da alma através de sentimentos elevados ou da sensibilização interior.
Investir nessa proposta educativa do espírito humano é a nossa meta, o nosso método, o nosso fim, para o qual convergem todos os nossos esforços e potenciais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário