quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O Bicho''-Misérias Humanas



Tem gente que vê, tem gente que finge não ver...
Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.


(Manuel Bandeira)
Amigos,
É triste quando vemos uma cena dessas, pois só assim vemos o tamanho da desigualdade que existe no mundo em que vivemos, a grande maioria das pessoas fingem não ver, poucos são os que ajudam por prazer de poder ajudar. Talvez se as pessoas não fossem tão egoístas e tão consumistas, e fossem de respeitar o próximo e tratar como irmãos, amassem o próximo como amam a si próprio e o dinheiro, o mundo poderia ser bem melhor. Talvez se esse homem tivesse tido uma oportunidade, educação, uma ajuda talvez o futuro dele seria diferente.
Eles comem o que encontram, enquanto nós, muitas vezes só reclamamos... reclamar por a comida está salgada, sem sal, porque a comida está quente, ou pelo fato de estar fria. Reclamamos por o nosso guarda roupa está cheio demais, já está pequeno para tanta coisa, enquanto outros vestem-se de farrapos, malmente jogam um pano rasgado por cima da pele.
Tem gente que reclama quando alguém bate a sua porta pedidndo água ou comida, mas, em nenhum momento que se colocar no lugar em que os menos favorecidos se encontram...
Simplesmente, reflitamos um pouco sobre isso, tanta gente morrendo de fome enquanto outros jogam comida no lixo ou deixam apodrecer na geladeira, muitos andam de pés no chão, enquanto eu, enquanto você, enquanto todos nós temos "pares de sapatos que combinem com as peças de roupas"!
Pares de sapatos que chegam a envelhecerem sem serem usados, enquantos muitos mendigam nas ruas , um pedaço de pão...
Você ja chegou a pensar que muitas vezes ,mal queremos atender uma pessoa que bate em nossa casa para pedir um pão duro!!!!
Se parassemos para pensar veríamos que é um irmãozinho nosso, quiça poderia ate ser uma pessoa tão próxima de nós no passado, e ainda atendemos com uma cara estranha cheio de receio...
Hoje depois de aprender um pouquinho, com a Doutrina Espírita , vejo essas pessoas como seres humanos, como nossos irmãozinhos, que não tiveram oportunidades que nós tivemos e isso me dói realmente na alma, sinto-me como se fosse uma formiguinha diante das misérias da vida , diante de tanta fome...
São pessoas que quando batem a nossa porta, pedem um pão duro, e mal conseguem olhar para nossos olhos, ficam com a cabeça baixa envergonhados da própria miséria....
Devemos ter compaixão, piedade para com esses irmãozinhos e oferecer não um pão duro, mas um prato de comida, uma palavra de incentivo, tentar ajudar , orientar , muitas vezes essas pessoas se sentem solitárias ,precisam muito mais de uma palavra de consolo do que da comida, sentem-se perdidas e esquecidas no mundo, alem de enfrentar a fome e a miséria, são alvos de preconceitos, pois sempre achamos que essas pessoas são viciadas ou algo assim....
Infelizmente não vamos mudar a realidade em que vivemos , mas se cada um de nós fizermos a nossa parte ja estaremos ajudando um irmão!Eu não consigo mais ignorar essa triste realidade,uns com tantos e outros com nada, sabemos que essa condição não é por acaso,mas não podemos simplesmente virar as costas , fingir que não vemos , um ser humano, um irmão mendigando migalhas....
Pensemos antes de desperdiçar nosso dinheiro em coisas futéis , se temos roupas , sapatos que não nos servem mais , vamos doar, passar adiante, vamos fazer um irmão feliz ,lembremos que são seres humanos , são nossos irmãos e não ''BICHOS'', são filhos de Deus!!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário