quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Agulhas no corpo e a Lei do carma


A engrenagem universal é perfeita. Não existem injustiçados. Tudo o que nos acontece é fruto do nosso passado tortuoso. Colhemos hoje o que semeamos em séculos de outras vidas, nas mais variadas personalidades.
A nossa vida é uma sequência de cenários que montamos no passado e que teremos de passar e tirar o máximo de proveito evolutivo de cada um.
Podemos entender o reclamar como um afronto a Lei Cósmica. Seria como não ter fé na perfeição das obras do criador.
Viver a vida em aceitação é viver a Lei da não resistência, ou seja, em resignação. Resignação, não acomodação.
Entender que as aflições da nossa vida, são consequencias de nossos próprios atos é importante.
Se fizermos uma lista das coisas "pouco edificantes" que fizemos até hoje, sabendo que a energia liberada neste ato já nos envolve e teremos que nos libertar dela, passando por situação próxima da que fizemos alguém passar. Teremos uma idéia do que passaremos na próxima vida. Mas neste meio existe o temporário bloqueio de memória para que não precisemos viver em remorso sabendo das atrocidades que cometemos no passado, nem termos falso orgulho de títulos e possses do passado. Enfim, para que iniciemos nossa jornada livres para aprender.
Como os sentimentos que mais unem são o amor e o ódio, certamente no grupo familiar temos um pouco de cada e precisaremos aprender a conviver e compreender estes desafetos passados.
Quando Jesus disse para não nos preocuparmos com o haveríamos de comer ou de beber, ou com o dia seguinte, para cada dia o seu mal, é porque sabia que o cenário está pronto, devemos nos preocupar apenas em viver o momento e direcionar cada instante a nossa evolução, e com os nossos exemplos de vida oreintar pessoas.
Não é com palavras suaves nem rudes, nem obrigando, nem insistindo, que conseguiremos melhorar o mundo a nossa volta. Apenas deixando que cada pessoa se modifique. Então teremos anjos na terra, e anjos vivem no paraíso. Primeiro faz-se os anjos e estes transformarão a terra.
Hoje vemos espíritos passando por provas que de primeiro impacto nos parece uma grande injustiça. Mas não são.
Independente do corpo que vistamos agora, somos espíritos milenares. Dentro do corpo atual precisamos nascer e viver passando por todas as etapas do crescimento do corpo físico. Sendo um recém nascido, um lactente, uma criança, um adolescente, um adulto e um idoso.
Dentro destas etapas cumpriremos nossas provas. No entanto, nos extremos da apresentação física, pela estrutura corporal ser indefesa, o impacto é maior.
Assim, antes de se transtornar com a revolta energética que pode acontecer com estes episódios, e reagir de forma animal, lembre-se:
Deus é perfeito em suas obras e jamais permitirá que um filho seu sofra desnecessariamente.
Por séculos o voduísmo tem sido praticado em muitos países, hoje diz-se que 95% dos haitianos são católicos e 100% adeptos do voduísmo.
Os bonecos vodus podem ser criados tanto para o bem como para o mal. Aqueles que a praticam para o mal mergulhados na ignorância dos seus atos infelizmente em algum momento terão de quitar as suas dívidas com a lei cósmica. E como resultado poderemos ter espíritos tendo em vida seus corpos sendo introduzidos por agulhas como o fez no passado contra seus irmãos.
A lei do carma não é absoluta em relação a ação, ou seja, não necessariamente precisa passar pelo mesmo ato, mas necessariamente pela mesma energia.
Com isso quero dizer que, se as pessoas durante a sua vida atual mudarem as suas vibrações para o bem, transmutarão esta energia, e sua dívida pode diminuir. Assim como pode permanecer igual, ou piorar se continuar em outra vida semeando energias degradantes pelos mesmos atos.
Concluindo: Não importa o que fizemos no passado. Basta que mudemos o nosso padrão de energia para os bons atos, ações elevadas, e diminuiremos as cargas energéticas das dívidas cósmicas que carregamos. Devemos demosntrar a nossa fé, não na imagem humanizada de um deus, mas na perfeição do Todo, do Criador e das Suas obras, e isto inclui crermos que tudo o que acontece está incluso na sua perfeição.
Desta forma, devemos viver em resignação, confiando, sem apresentar resistência a Lei Natural. Visto que, esta resistência pode nos trazer problemas psicológicos nas próximas encarnações, como depressão e síndrome do pânico entre outras.

Texto orientado por Sephorus

Nenhum comentário:

Postar um comentário