sexta-feira, 13 de abril de 2012

LUZ ÍNTIMA

LUZ ÍNTIMA
Dispostos ao trabalho de iluminação, não meçamos esforços na ação da caridade.
A caridade moral, profunda e de alto significado, consiste em libertar as almas da ignorância.
Quando se transmitem instruções, apresentam-se diretrizes; quando se educa, criam-se hábitos;
Quando se evangeliza, abrem-se horizontes infinitos para que se os penetrem com sabedoria.
Em nosso ministério de amor, instruímos, educamos, mas, se
não evangelizarmos o espírito, ele permanecerá na ignorância da vida transcendente.
Estigmatizado pela dor, desejando libertar-se, aceita a medicação da palavra, porém, para que se desenvolva, é necessário insculpir a luz da verdade no comportamento, e, mudando de atitude mental, voltar-se para o bem.
Somos todos sofredores, os que ainda mourejamos na face do planeta, e por isso, em nosso socorro fraternal aos desencarnados, falemos-lhes a linguagem do coração e da mente, contribuindo para que, em se evangelizando, encontrem a luz íntima que nunca mais se apagará.
(De “Suave luz nas sombras”, de Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito João Cléofas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário