sexta-feira, 8 de março de 2013

CAUSAS ESPIRITUAIS DAS DOENÇAS


CAUSAS ESPIRITUAIS DAS DOENÇAS
1. O que estrutura espiritualmente o corpo de carne?
- O corpo espiritual ou perispírito é o corpo básico, constituído de
matéria sutil, sobre o qual se organiza o corpo de carne.
2. O erro de uma encarnação passada pode incluir na encarnação presente,
predispondo o corpo físico às doenças? De que modo?
- A grande maioria das doenças tem a sua causa profunda na estrutura
semi-material do corpo espiritual. Havendo o espírito agido erradamente,
nesse ou naquele setor da experiência evolutiva, vinca o corpo espiritual
com desequilíbrios ou distonias, que o predispõem à instalação de
determinadas enfermidades, conforme o órgão atingido.
3. Quais os dois aspectos da Justiça?
- A Justiça na Terra pune simplesmente a crueldade manifesta, cujas
consequências transitam nas áreas do interesse público, dilapidando a vida
e induzindo à criminalidade; entretanto, esse é apenas o seu aspecto
exterior, porque a Justiça é sempre manifestação constante da Lei Divina,
nos processos da evolução e nas atividades da consciência.
4. Qual a relação existente entre doenças e a Justiça?
- No curso das enfermidades, é imperioso venhamos a examinar a Justiça,
funcionando com todo o seu poder regenerativo, para sanar os males que
acalentamos.
5. O que faz o Espírito, antes de reencarnar-se visando à própria melhoria?
- Antes da reencarnação, nós mesmos, em plenitude de responsabilidade,
analisamos os pontos vulneráveis da própria alma, advogando em nosso
próprio favor a concessão dos impedimentos físicos que, em tempo certo, nos
imunizem, ante a possibilidade de reincidência nos erros em que estamos
incursos.
6. Que pedem, para regenerar-se, os intelectuais que conspurcaram os
tesouros da alma?
- Artífices do pensamento, que malversamos os patrimônios do espírito,
rogam empeços cerebrais, que se façam por algum tempo alavancas
coercitivas, contra as nossas tendências ao desequilíbrio intelectual.
7. Que medidas de reabilitação rogam os artistas que corromperam a
inteligência?
- Artistas, que intoxicamos a sensibilidade alheia com os abusos da
representação viciosa, imploramos moléstias ou mutilações, que nos
incapacitem para a queda em novas culpas.
8. Que emendas solicitam os oradores e pessoas que influenciaram
negativamente pela palavra?
- Tarefeiros da palavra, que nos prevalecemos dela para caluniar ou para
ferir, solicitamos as deficiências dos aparelhos vocais e auditivos, que
nos garantam a segregação providencial.
9. Que providências retificadoras pedem para si próprios aqueles que
abraçaram graves compromissos do sexo?
- Criaturas dotadas de harmonia orgânica, que arremessamos os valores do
sexo ao terreno das paixões aviltantes, enlouquecendo corações e fomentando
tragédias, suplicamos as doenças e as inibições genésicas que em nos
humilhando, servem por válvulas de contenção dos nossos impulsos
inferiores.
10. Todas as enfermidades conhecidas foram solicitadas pelo Espírito do
próprio enfermo, antes de renascer?
- Nem sempre o Espírito requisita deliberadamente determinadas
enfermidades, de vez que, em muitas circunstâncias, quais aqueles que se
verificam no suicídio ou na delinquência, caímos, de imediato, na
desagregação ou na insanidade das próprias forças, lesando o corpo
espiritual, o que nos constrange a renascer no berço físico, exibindo
defeitos e moléstias congênitas, em aflitivos quadros expiatórios.
11. Quais são os casos mais comuns de doenças compulsórias, impostas pela
Lei Divina?
- Encontramos numerosos casos de doenças compulsórias, impostas pela Lei
Divina, na maioria das criaturas que trazem as provações da idiotia ou da
loucura, da cegueira ou da paralisia irreversíveis, ou ainda, nas
crianças-problemas, cujos corpos, irremediavelmente frustrados, durante
todo o curso da reencarnação, mostram-se na condição de celas
regenerativas, para a internação compulsória daqueles que fizeram jus a
semelhantes recursos drásticos da Lei. Justo acrescentar que todos esses
companheiros, em transitórias mas duras dificuldades, renascem na companhia
daqueles mesmos amigos e familiares de outro tempo que, um dia, se
cumpliciaram com eles na prática das ações reprováveis em que delinquiram.
12. A mente invigilante pode instalar doenças no organismo? E o que pode
provocar doenças de causas espirituais na vida diária?
- A mente é mais poderosa para instalar doenças e desarmonias do que todas
as bactérias e vírus conhecidos. Necessário, pois, considerar igualmente,
que desequilíbrios e moléstias surgem também da imprudência e do desmazelo,
da revolta e da preguiça. Pessoas que se embriagam a ponto de arruinar a
saúde; que esquecem a higiene até se tornarem presas de parasitas
destruidores; que se encolerizam pelas menores razões, destrambelhando os
próprios nervos; os que passam todas as horas em redes e leitos, poltronas
e janelas, sem coragem de vencer a ociosidade e o desânimo pela
movimentação do trabalho, prejudicando a função dos órgãos do corpo físico,
em razão da própria imobilidade, são criaturas que geram doenças para si
mesmas, nas atitudes de hoje mesmo, sem qualquer ligação com causas
anteriores de existências passadas.
13. Qual a advertência de Jesus para que nos previnamos dos males do corpo
e da alma?
- Assinalando as causas distantes e próximas das doenças de agora,
destacamos o motivo por que os ensinamentos da Doutrina Espírita nos fazem
considerar, com mais senso de gravidade, a advertência do Mestre: “Orai e
vigiai, para não cairdes em tentação”.
Do irmao Emmanuel, atraves do irmao Waldo Vieira, do livro Leis de Amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário