terça-feira, 28 de junho de 2011

Afinal, Quem Somos Nós? 2

TODOS NÓS SOMOS 'UM SÓ' Continuação...

SOMOS IMORTAIS
SCHRÖDINGER, um dos formuladores da física quântica:
“... Olhando e pensando dessa maneira, talvez você possa ver, num lampejo, a impossibilidade de que essa unidade de conhecimento, sentimento e vontade que você chama de “eu”, tenha nascido num dado momento há não muito tempo atrás; ao contrário, esse conhecimento, sentimento e vontade são eternos e imutáveis em essência, sendo um, em termos numéricos, em todos os homens ou, ainda mais, em todos os seres dotados de sentidos. Mas, isso tudo, não no sentido de que você seja uma parte, uma peça de um ser infinito e eterno, ou um aspecto (ou fagulha, ou prolongamento) ou modificação dele. Não! Conquanto pareça inconcebível à razão comum, você, e todos os outros seres conscientes, são tudo em tudo. Portanto, sua vida não é apenas uma peça da existência total, mas, em certo sentido,é a existência total, é o todo; só que esse todo não é constituído de forma que possa ser examinado num único relance... Assim, você pode atirar-se ao chão, estender-se sobre a Mãe Terra, com a convicção de ser um com ela e ela com você. Você está tão solidamente estabelecido, e tão invulnerável quanto ela - na verdade, mil vezes mais. Tão certo quanto ela irá engolfá-lo amanhã, ela fará com que nasça de novo para lutar e sofrer. E não só “algum dia”: agora, hoje, todos os dias ela o faz nascer, não uma só vez, mas milhares de vezes, assim como todos os dias o engolfa milhares de vezes. Pois, eternamente e sempre, há apenas o agora, aquele mesmo eterno agora, (pois) o presente é a única coisa que não tem fim”.

A ALMA E DEUS: Somos Um só.
MEISTER ECKHART, místico cristão, condenado pela Igreja à morte pelo fogo por afirmar que nós somos o próprio Deus, a própria divindade:
“A essência de Deus e a essência da alma são uma só e a mesma coisa. O conhecedor e o conhecido são um só. Os ingênuos imaginam poder ver Deus como se Ele estivesse ‘lá’ e nós ‘aqui’. Não é assim. Deus e nós somos um”.
(Como Jesus afirmou: ‘Eu e o Pai somos um’, e Krishnamurti: ‘O observador é a coisa observada’; todo o misticismo tem essa mesma concepção: ‘nós somos o todo’; hoje, até mesmo a física quântica tem essa mesma visão: ‘há uma só mente e nós somos essa mente’).

SOMOS UMA SÓ CONSCIÊNCIA
TEILHARD DE CHARDIN, cientista, filósofo, teólogo e sacerdote da Igreja Católica Romana afirma enfaticamente em várias de suas obras o que vai abaixo. Esta citação é de seu livro ‘O Fenômeno Humano’:
“Todos nós, todos os seres humanos e todos os animais, compartilhamos a mesma consciência”.
Por afirmações como essa foi proibido, pelo Vaticano, de publicar qualquer pensamento ou concepção sua até o dia de sua morte.

UMA ILUSÃO COLETIVA
SCHRÖDINGER, sem qualquer dúvida, um dos mais notáveis arquitetos da física moderna. Foi ele que, com suas famosas equações de onda, formou a base da mecânica quântica:
“A consciência da raça humana forma uma unidade e é imortal no tempo e infinita no espaço. O mundo, particularmente o ocidental, sofre de uma grande ilusão coletiva: a suposição de que a mente e a consciência são pessoais e individuais. ‘Nós nos acostumamos a pensar na personalidade de um ser humano como estando localizada no interior de seu corpo. Descobrir que ela realmente não pode ser encontrada ali é tão surpreendente que tal idéia esbarra na dúvida e na hesitação, e muito relutamos em admiti-la. Estamos acostumados a localizar a personalidade consciente de uma pessoa, eu diria, três a cinco centímetros atrás do ponto médio entre os olhos. É muito difícil para nós compreendermos o fato de que a localização da personalidade, da mente consciente, dentro do corpo, é apenas simbólica, e só um apoio para uso prático”.

NADA É SEPARADO OU INDEPENDENTE
Nisagardatta, um buscador da verdade:
“Desejo e medo vêm da visão do mundo como separado de mim mesmo. Assim como você pensa ser, do mesmo modo você pensa que o mundo é. Se você se imagina separado do mundo, o mundo aparecerá como separado de você, cheio de atrativos e de ameaças, e você experimentará desejo e medo. Eu não vejo o mundo como separado de mim e assim não há nada para eu desejar ou para temer, pois eu e o mundo somos um”.

SOMOS TODOS UM
TEILHARD DE CHARDIN, místico, cientista e padre católico, condenado, pelo Vaticano, para sempre ao silêncio por dizer coisas como estas:
“Para que os homens de toda a Terra aprendam a se amar uns aos outros, não basta que saibam que pertencem a uma mesma coisa; devem adquirir a consciência, não de que pertencem, mas de que todos somos tão somente uma e a mesma coisa um só ser. Assim, devemos abrir os olhos para a natureza imortal e onipresente e para a Mente Una que somos, para a realidade de que tudo e todos somos apenas Um”.

PLOTINO, místico;
“Cada ser contém em si mesmo todo o universo. Portanto, Tudo está em toda parte. Cada um é Tudo e Tudo é cada um”.
“A libertação só pode ser alcançada pela percepção da “identidade do espírito individual”, eu, com o Espírito Universal (‘Eu e o Pai somos um’). Por mais nada. Nem pela pratica de cerimônias religiosas, nem por associar-se a qualquer religião (Krishnamurti: ‘Os cerimoniais e as religiões impedem o acesso à Verdade’).
Não se cura a doença pela repetição do nome do medicamento, mas tomando o medicamento. Assim, não se atinge a libertação repetindo a palavra Brahaman, mas vivenciando Brahaman diretamente”.
“Não tem nome nem forma, transcende mérito e demérito, bem e mal, saúde e doença; está alem do tempo, do espaço e dos objetos de nossa experiência. Supremo e indizível ainda assim Brahman pode ser apreendido pelo olho que ‘vê’. Assim é Brahman e ‘tu és Isto’. Medita nessa verdade dentro de tua consciência’.

KABIR:
“Contempla só Um em todas as coisas; a segunda é que te leva ao extravio”.

SANTA CATARINA DE GÊNOVA
“O meu eu é Deus e não reconheço outro Eu senão meu Deus”.

SÃO BERNARDO
“Se a alma difere de Deus, a alma difere de si mesma”.

ECKHART
“Para compreender a alma temos que compreendê-la como Deus, pois o fundamento (a essência) de Deus e o fundamento (a essência) da alma são uma só coisa”.
“O conhecedor, o conhecido e o conhecimento são uma coisa só. As pessoas simples imaginam que Deus está lá e elas aqui. Não é assim. Deus e eu somos um só no conhecimento”.

PAULO
“Eu vivo, mas não sou eu quem vive; é o Cristo que vive em mim”.

MEHER BABA
“Quem sou eu?” é a eterna pergunta do homem. Essa busca de auto-compreensão, do significado último da personalidade, vem sendo respondida ao longo da história de várias maneiras, todas apontando para uma experiência na qual o buscador e o objeto de sua busca se fundem na percepção: “Eu sou Deus; não existe outro”.
“Existe uma só pergunta: “Quem sou eu?” e, para essa pergunta só existe uma resposta: “Eu sou Deus!” E quando você conhecer a resposta a essa pergunta, não há mais nada a perguntar (‘...a verdade vos libertará’). O problema é que as pessoas não sabem quem realmente são: “Você é o infinito, você está de fato em toda parte; mas você acha que é o corpo, os sentidos, a memória e, por isso, se acha limitado. Se você olhar para dentro de seu íntimo e vivenciar sua própria alma em sua verdadeira natureza, você perceberá que é infinito e eterno e que está além de toda criação”.

OSHO:
”Você é o infinito”.

UM BUSCADOR DA VERDADE:
“Tu és Ele”, eis a verdade eterna. ‘Tu és Isto’, ‘Eu sou Aquilo’, ‘Eu sou Ele’, ‘Não conheço nenhum Deus senão meu próprio Eu’, ‘Conhece-te a ti mesmo e serás Deus’, eis as verdades que todos os antigos mistérios ensinavam e que, as religiões q vieram depois, se esqueceram de ensinar. Assim, também, ‘Eu e o Pai somos Um’.

Continua para terminar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário