domingo, 8 de setembro de 2013

PACIÊNCIA E VIDA

PACIÊNCIA E VIDA
        Tudo é obra de paciência, nos domínios da Natureza.
        A água de que te serves atravessou numerosos obstáculos até que borbulhasse na fonte.
        O fruto que saboreias é obra-prima da vida, associada à abnegação do pomicultor que lhe seguiu, dia-a-dia, o desenvolvimento e a maturação.
        Quanto tempo haverá despendido a Criação na estrutura do solo em que se te situa a existência?
        Quantos dias foram gastos pela natureza, a fim de que usufruas o corpo em que habitas?
        Em toda parte, se analisas a vida que te cerca, através da luz que a meditação nos acende no íntimo, surpreenderás a paciência agindo e servindo.
        Pensa nisso e usa a serenidade construtiva seja onde for.
        Se dificuldades te visitam a estrada, procura superá-las sem precipitação.
        Se provações te vergastam, continua nas tarefas que o mundo te confiou, lembrando-te de que a paciência age construindo sempre.
        Quando as crises da jornada humana te surjam inevitáveis, não recorras à violência ou à rebeldia.
Acalma-te, trabalha e espera, recordando que a paciência no engrandecimento da vida é a força essencial no trabalho de Deus.


(De “Neste instante”, de Francisco Cândido Xavier, pelo espírito Emmanuel)

Nenhum comentário:

Postar um comentário