quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Amar


Que amem. 

Quando nós queremos ser amados, ainda somos crianças psicológicas.


Quando nós amamos, atingimos a plenitude.
Quando alguém nos persegue, está doente.


Quando nós perseguimos, estamos mal.
Se nos fazem mal, esse mal não nos alcança porque o mal só tem vigência naquele que o cultiva.

Seja você quem ama.
Dispute a honra de amar. Não tema o amor.


Quando nós amamos, uma estrela de paz brilha em nosso coração e a felicidade irradia-se como perfume.


Quando queremos ser amados, ainda temos caprichos, temos impositivos, temos perturbações.


O amor, diz Joanna de Ângelis, é a alma de Deus, porque Deus é a alma do amor. 

Mensagem de Divaldo Pereira Franco

Um comentário: